22/02/2017

Kinesio Tape

Você sabe usar a kinesio tape para tratar lesões do esporte?

 

Bandagem corrige movimentos do atleta e ajuda na cicatrização muscular

 

Inventada há mais de 30 anos pelo quiropraxista japonês Kenzo Kase, a kinesio tape tem como finalidade tratar e prevenir lesões musculares e articulares, sem limitar os movimentos do corpo e sem utilizar medicamentos ou substâncias químicas. "Elas são feitas com tecido 100% de algodão, são altamente elásticas e hipoalérgicas e ainda permitem que a pele respire sem obstrução", explica a educadora física e fisioterapeuta Patrícia Fontenelle, do Rio de Janeiro. Você deve estar se perguntando como uma fita sozinha consegue prevenir e tratar lesões, certo?

Entenda como a kinesio tape pode ajudar o seu treino:

 

A kinesio tape facilita o processo de cicatrização de uma lesão?

Sim, pois a bandagem aumenta o fluxo sanguíneo na área da lesão.

Quando um músculo está com edemas e inflamado devido à rigidez, lesão ou fadiga, o fluxo linfático e venoso da área é restringido. "A bandagem tem como finalidade reduzir a pressão sobre os receptores da dor e promover o aumento do fluxo sanguíneo, o que pode acelerar a cicatrização", diz a fisioterapeuta Patrícia. "A característica principal da bandagem é a facilitação do movimento correto, justificando a importância da sua utilização nas fases de reparo e remodelamento do tecido lesado."

 

A fita ajuda a prevenir lesões?

Sim, porque ela aumenta o estímulo proprioceptivo

A bandagem aumenta a propriocepção, normalizando o tônus muscular e corrigindo posicionamentos inapropriados, estimula a ação dos receptores cutâneos e reduz a dor - fatores que auxiliam na prevenção de lesões musculares. "Dependendo do tratamento e do tempo de utilização, a kinesio tape pode até prevenir a reincidência de uma lesão já curada", diz Patrícia Fontenelle.

 

Qualquer pessoa pode aplicar a fita?

Não, a bandagem só pode ser aplicada por profissionais com conhecimento da técnica.

As bandagens terapêuticas são elásticas e adesivas, agindo de acordo com a direção e tensão com que são aplicadas. "É preciso ter conhecimento da técnica, já que o resultado do tratamento depende exatamente da correta aplicação da fita, incluindo corte, posição, direção, área a ser estimulada e, principalmente, a tensão a ser colocada na fita, que varia de acordo com o objetivo do tratamento", diz a fisioterapeuta Patrícia Fontenelle. É importante ressaltar que a necessidade da bandagem deve ser avaliada previamente por um fisioterapeuta e não substitui outros tratamentos. "É necessário conhecer o mecanismo que causou a lesão e as estruturas envolvidas no movimento para que o tratamento seja efetivo", explica a profissional.

 

A kinesio tape possui contraindicações?

Sim, seu uso é restrito para pessoas com trombose, alergias ou áreas com feridas abertas.

Apesar de a bandagem poder ser usada por qualquer atleta em qualquer idade, ela não pode ser aplicada em áreas com feridas abertas, infeccionadas ou que apresentem alergias e alterações cutâneas. "Seu uso também não é recomendado para pessoas com trombose", alerta a fisioterapeuta Patrícia.

 

É necessário retirar a fita para tomar banho?

Não, a fita pode ser usada por até cinco dias sem qualquer problema.

"A kinesio tape é resistente, o que permite seu uso durante o banho sem qualquer problema", conta a fisioterapeuta Patrícia. A duração média da fita é de três a cinco dias, devendo ser sempre trocada por um profissional qualificado. "Por isso, é importante o acompanhamento do fisioterapeuta durante todo o tratamento."

 

Ela previne cãibras?

Sim, pois previne o acúmulo de ácido lático no músculo.

Uma das principais causas da cãibra é o acúmulo de ácido lático no tecido muscular, que deveria ser escoado pelo nosso sistema linfático. "A bandagem pode ajudar a prevenir cãibras, pois traciona a pele, melhorando o fluxo sanguíneo e linfático", explica a fisioterapeuta Karina Santaella, especialista na técnica e professora na Universidade Anhembi-Morumbi. Ela explica que a fita fornece suporte ao músculo, melhorando a sua contração e reduzindo, assim, a incidência de cãibras.

 

Ela diminui a dor no treino?

Sim, pois a bandagem restaura a musculatura enfraquecida.

A kinesio tape fornece apoio à musculatura enfraquecida, melhorando a capacidade funcional e aumentando o fluxo sanguíneo e linfático, fatores que ajudam na restauração da função muscular. "Ela dá estabilidade às articulações, normalizando o movimento e reposicionando as estruturas que se encontram encurtadas", diz a fisioterapeuta Karina.

 

 A bandagem irá deixar marcas de sol?

Na verdade, ela não pode ser exposta demais ao sol, pois isso prejudica sua remoção.

Deve-se evitar a exposição da área com a fita diretamente ao sol ou a elevadas temperaturas, uma vez que a cola adesiva da fita é ativada pelo calor (termo-reativa). A exposição excessiva irá aquecer demais a pele, além de dificultar a remoção da fita.

 

Além de prevenir lesões, ela pode melhorar o desempenho do atleta?

Sim porque ela normaliza o alinhamento biomecânico de uma articulação

A aplicação da bandagem na pele fornece um importante estímulo sensorial, normalizando o alinhamento biomecânico da articulação e proporcionando melhor comprimento e tensão dos músculos. "Isso ajuda o atleta a praticar o movimento com mais precisão, melhorando o seu desempenho e reduzindo as microlesões musculares", diz a fisioterapeuta Patrícia. Por meio da técnica utilizada e do tipo de aplicação (corte, sentido, posição e tensão), é possível relaxar uma musculatura quando o objetivo for proteger uma área lesionada, inibindo movimentos prejudiciais, ou mesmo potencializar esses efeitos, quando o objetivo for ativar uma musculatura (fortalecer ou facilitar função).

 

POR CAROLINA SERPEJANTE

 

RECEBA NOSSA NEWSLETTER Cadastre seu e-mail para receber ofertas exclusivas da Saúde Shop.