Código: 122

Desfibrilador Cardiaco Bifásico com Bateria Recarregavel - DF-04B - Ecafix

Marca: Ecafix Modelo: DF-04B Disponibilidade: Disponível em 25 dias úteis


Por:
R$ 13.497,00

R$ 12.552,21 à vista com desconto Itau Shopline
ou 6x de R$ 2.249,50 Sem juros Cartão Visa
 
Simulador de Frete
- Simulador de Frete

Descrição do Produto
DESFIBRILADOR DF 04-B, marca Ecafix-FUNBEC.

Gabinete, portátil, em caixa de material sintético de alto impacto, com alça de transporte e compartimento para a fixação das pás. Alimentação em rede elétrica de 110-220 volts com chaveamento automático e bateria interna recarregável.

Desfibrilador, bifásico, com dispositivo de sincronismo com monitor externo (não incluso) para cardioversão. Teclado de membrana com indicação visual para seleção de energia e demais funções. Jogo de pás (eletrodos de desfibrilação) externo intercambiáveis para uso adulto e infantil. Possibilidade de uso de pás internas adulto ou infantil, seleção automática da escala de energia (alta ou baixa) de acordo com o jogo de pás utilizado, comando pelas pás externas de seleção, carga e descarga da energia. 02 escalas com 08 opções de energia selecionáveis (01, 02, 05, 10, 20, 30, 40 e 50 Joules, para desfibrilação interna adulto, interna e externa infantil e 30, 50, 100, 150, 200, 250,

300 e 360 Joules, para desfibrilação externa adulto). Tempo máximo de carga de 6 segundos. Circuito de “anula carga” automático, que cancela a energia selecionada após 45 segundos, ou manual, através de tecla no painel. Dispositivo de teste das pás diretamente no equipamento, com lâmpada néon para indicação do disparo.

Bateria interna recarregável com capacidade para ao menos 150 disparos, quando em plena carga.

Acessórios Standard: 

01 Cabo de força tripolar, 
01 Jogo de Pás externas adulto/infantil intercambiáveis, 
01 Manual de Instruções.

Dimensões: 30 x 30 x 20 cm. Peso aproximado: 4,9 Kg.

Fabricação Nacional.

Registro: 80332620016

*Foto Meramente Ilustrativa


 

É um equipamento que possui duas pás conectadas por um cabo, e que pode ser encontrado em hospitais e unidades de tratamento intensivo e geralmente permanecem em um carrinho de emergência, juntamente com medicamentos e produtos para possíveis emergências.

Como Funciona o Desfibrilador:
Para entender o funcionamento do desfibrilador, primeiramente é preciso entender como funciona o nosso coração.

O coração é um órgão de nosso corpo que trabalha como uma bomba sanguínea de quatro câmaras. As câmaras superiores são os Átrios (direito e esquerdo) e as inferiores são os ventríloquos (direito e esquerdo. O sangue é recebido pelo coração de várias partes do corpo pelos átrios, passando para os ventríloquos, sendo bombeado novamente para o corpo.
O batimento cardíaco é feito através da movimentação de íons nas membranas celulares do coração, e este fenômeno é muito parecido com o de uma faísca produzida por uma vela de um motor de um veículo. O pulso de estímulo chega ao coração primeiramente nos átrios, bombeando o sangue para os ventríloquos. Os átrios são eletricamente separados dos ventríloquos, e  são ligados apenas por um nodo AV, que tem a função de retardar o pulso elétrico, aguardando o sangue chegar na parte inferior para então bombear para o resto do corpo.

Caso esse processo funcionasse sempre corretamente, não haveria necessidade de um equipamento como o desfibrilador ser criado, porém existe um problema chamado Fibrilação, e ela pode ser tanto Atrial como Ventricular.

Nas duas situações as células de determinada parte do coração não irão obedecer corretamente ao pulsos elétricos, podendo bater de forma desordenada, ocorrendo ondas de contração podendo variar de 250 a 500 batimentos por segundo. Isso ocorre em um bombeamento de sangue não eficiente, podendo interromper a circulação, gerando a falta de oxigenação no cérebro, podendo ser fatal.

Em um exame de eletrocardiograma de uma pessoa sem problemas vasculares, o formato de onda ocorre ordenadamente. Já no eletrocardiograma de uma pessoa com problemas no coração, aparece uma forma de onde irregular.
É nesses casos que o desfibrilador entra em ação. Ele vem com o intuito de restabelecer o correto funcionamento dessas câmaras, e retornar à correta circulação sanguínea. Isso acontece devido ao fato de que o coração é movido por pulsos elétricos, e caso os mesmos não se comportem adequadamente, um meio externo pode ser acionado, sincronizando com o paciente e efetuando um pulso de alta tensão, reordenando os batimentos.

À primeira vista, este equipamento pode parecer simples, porém é um equipamento de alta complexidade, com muitas normas para ser construído e com uma rígida exigência de manutenções preventivas regulares, bem como suas calibrações para garantir o correto funcionamento e a correta potência de saída selecionada pelo operador do equipamento.

Nos desfibriladores mais antigos, o choque elétrico era enviado com uma onda trapezoidal truncada, porém este tipo de equipamento não está sendo produzido devido a pouca eficácia do seu choque. Os equipamentos mais atuais funcionam com as ondas senoidal amortecida e a bifásica.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

RECEBA NOSSA NEWSLETTER Cadastre seu e-mail para receber ofertas exclusivas da Saúde Shop.